sábado, 31 de dezembro de 2011

Feliz 2012!


Lendo hoje o livro Comentários sobre o viver (Cultrix, 1995 [?]) de Krishnamurti, encontrei um pequeno fragmento, que faço valer como mensagem de Ano Novo para vocês que leem o Brumas.

É ele:

"O desejo está sempre em relação com o futuro; o desejo de vir a ser representa inação no presente. O agora tem mais importância do que o amanhã. No agora está compreendida a totalidade do tempo, e compreender o agora é estar livre do tempo. Vir a ser é a continuação do tempo, do sofrimento.  O vir a ser não contém o ser. O ser está sempre no presente, e ser é a mais elevada forma de transformação. Vir a ser é mera continuidade com variações e só pode haver transformação radical no presente, no ser" (p. 9).

Fica sendo esse o meu voto de FELIZ 2012 para vocês! Tomem as flores! Abraços.

4 comentários:

João Marcos disse...

Obrigado Bruna, feliz 2012 pra você também, e ta muito legal seu blogue, to dando sempre uma boa curtida em tudo aqui, ta muito bom mesmo!! E quanto a mensagem, mais uma mensagem que estimula que vivamos o presente, mas que de tão bonita nos faz rasgar todos os planos, mesmo aqueles que escrevemos na virada e juramos cumprir, pra deixar que tudo aconteça por acaso, adorei..João Marcos

Bruna disse...

Oi, João!

Que surpresa boa a sua, por aqui! Espero que você esteja bem e gostando da vida nova. Como sempre te desejei: sucesso! Que 2012 seja maravilhoso na vida pessoal e de estudos.

Sobre a mensagem do fragmento, ela vai mesmo na contramão dos planos muito jogados a futuro. Clama por uma ação presente, que é a principal responsável pelas transformações.

Agradeço sua visita. E desde já seja bem-vindo a outras passadas por aqui.

Um grande abraço.

Lívio disse...

Poxa, Bruna, que barato.

Sendo assim... feliz agora...

Bruna disse...

Estimado, Lívio, isto mesmo: Feliz agora!

Grande abraço.