quarta-feira, 27 de junho de 2012

Morre Dércio Marques

   É com imenso pesar que noticio a morte de Dércio Marques, ocorrida ontem, 26 de junho, em Salvador.                                                                                         
  Saber da notícia foi sentir uma dorzinha funda, dessas que se instalam aos poucos e cresce com a saudade de tudo que significa uma pessoa especial que se foi. Dércio era, na minha infância, a figura da personagem de mundos inéditos, o mágico da palavra, o inaugurador de sonhos, o criador da fantasia e da doçura infantil.
  A pessoa dos gestos simples e permeados de ternura, só pode mesmo deixar um adeus com a imagem de um sorriso com olhinhos ternos, 
de palavras ditas com amor, 
de um canto cantado com ardor sincero, 
de um homem dos cabelos e da alma branquinhos 
como a luminosidade de uma estrelinha desnuda, de onde só se vê luz.


 Descanse em paz, poeta. Nós que ficamos, permaneceremos embalados com as eternas canções de acalento à alma que nos ofertou. Obrigada por ter passado por aqui. 
 Agora se vá, entoando "eu não moro mais aqui/nem aqui quero morar/moro na casca da lima/no caroço do juá". 



P.S.: Errata: A morte do Dércio foi registrada dia 26 de junho (e não 27), por isso foi feita a alteração na postagem.

8 comentários:

Márcia disse...

Ai que saudade!Lembrar de Dércio Marques é lembrar de ternura, de amor por todas as criaturas, "as flores sabem mais, da dor que a gente sente...no silêncio elas sentem...". Dércio Marques foi um ser humano maravilhoso que sempre obedeceu sua consciencia, uma consciencia guiada por um coração tão amoroso. Dércio, que você possa estar em paz. Fica uma saudade aguda que, ainda bem, podemos suavizar ouvindo suas doces canções.
Márcia

Bruna disse...

Mãe,

lindas palavras.

Obrigada por elas e pela sua presença.

Um grande abraço.

Marina Mundim disse...

Bruna, eu sinto muito a sua perda. Pelos poucos minutos de convivencia aquele dia na casa do Lívio pude perceber o quanto ele era importante para você. Meus sentimentos.

Bruna disse...

Oh, Marina, obrigada pela consideração.

E de fato, o Dércio é uma pessoa importante para mim.

Grata pela presença.
Grande abraço.

Amanda Flor disse...

Olá Bruna!
Texto lindo! Você colocou em palavras tudo aquilo que meu pai é. E todas as crianças devem enxergá-lo assim. Agradeço o apoio de todos vocês nesta hora difícil. Meu pai vai estar sempre em nossos corações, o amor não morre com o corpo. Obrigada!

Bruna disse...

Oi, Amanda, flor!

Que bom se as crianças já apenas o enxergassem como o inventor de mundos outros...

E nem precisava agradecer o apoio. Eu quem te agradeço pelas palavras.

Um abração, prima. Obrigada pela presença.

Mayanna Flor disse...

Prima,
muito obrigada pela homenagem!
Foi uma triste perda, mas com certeza agora ele está feliz cantando e brincando com os anjos.
Meu pai, sendo como ele era, não viveria feliz em um corpo doente, limitando ele a fazer o que amava: arte.
E como um amigo disse durante as homenagens, "um músico só deixa de fazer música para virar música", e eu concordo plenamente.
Mesmo com a saudade, temos muito que agradecer seja la quem for por termos a sorte de ter Dércio em nossas vidas. Foi uma honra!
Ele se foi, mas continuará vivo em nós para sempre, com suas belas músicas, boas lembranças, e sua gargalhada épica.

Um abraço apertado!

P.s: Se não se importar, nós aqui em casa iremos divulgar esse post para os amigos e admiradores de meu pai.
Obrigada desde já. :)

Bruna disse...

É, May, concordo eu também que o Dércio virará música, e ainda, que as músicas dele continuarão influenciando muitos músicos e compositores, bem como, fazendo muitos coraçõezinhos "desfalecerem de ternura", como disse Manuel Bandeira certa vez.

Foi mesmo uma honra tê-lo por aqui; uma honra ter o conhecido de perto.

E quando mencionou (com uma definição ótima) a "gargalhada épica", me recordei de inúmeras vezes que me deliciei com a fatídica risada. Maravilha. Mais uma boa recordação avivada! Grata.

Obrigada por ter passado por aqui, flor. E fique à vontade para divulgar o post.

Aquele abraço apertadão.