quinta-feira, 28 de abril de 2011

Aterciopelados



Aterciopelados é o nome de uma dupla colombiana de rock alternativo surgida nos anos 1990. Composta pelo baixista Hector Buitrago e a vocalista Andrea Echeverri, o duo segue um dos principais critérios de composição musical de outras bandas do gênero: buscar a aproximação dos sons característicos do rock acrescentados aos estilos típicos da região de origem dos compositores. Assim, eles misturam suas raízes latino-americanas ao rock, produzindo um som bastante refinado e novo.

Com melodias para os que gostam do mais puro e pesado rock até os que curtem um misto de folk e reggae com rock, os Aterciopelados levam, muitas vezes, em letras de poucas palavras, mensagens de caráter social bem lemas da época do movimento hippie e das gerações de rock dos anos 80 e 90, ou seja, mensagens que incluem críticas às injustiças políticas, aos direitos femininos e apelo à observação da questão ambiental. A diferença para algumas das bandas que trataram dos mesmos assuntos estará na exposição menos explosiva e mais disposta a retomar temas singelos, quase ingênuos, como, para citar apenas um exemplo, o amor de alma gêmea.

O último CD lançado pela dupla foi chamado de Río (Nacional Records, 2008) e me pareceu um dos mais belos. Selecionei duas músicas dele ("Vals"- para mim a mais bonita, e "Río") e uma música ("Complemento") do penúltimo disco, o Oye (Nacional Records, 2006), a fim de que possam conhecê-los. Hector e Andrea já têm 10 discos, sendo o último reconhecido pelo prêmio Best Rock Alternative Album (Latin) 2010; e a banda já foi mencionada pelas famosas revistas Time Magazine e Rolling Stone como uma dupla com habilidade de estilo. Só para completar os detalhes sobre a dupla, uma notícia: Andrea participou da faixa "Tudo vai ficar bem" do álbum "Daqui Pro Futuro" do Pato Fu.

Todas as músicas do último álbum da dupla me chamaram a atenção pela maestria de unir belos sons, mas não deixarei de lembrar de Vals pela poesia simples da canção e da letra; de Complemento pelo belo e criativo vídeo-clip e de Río pela melodia alegre. Vejam-nas abaixo, respectivamente:




Bailemos este vals, atravesemos paredes,
bailemos este vals, démosle vuelta a las estrellas,
y pintar nuestra pareja, de todos los colores,
Bailemos este vals, al ritmo de las esferas,
bailemos este vals, que en tempo lento navega,
y pintar nuestra pareja, de aromáticas flores,
Danzando al son, de un nuevo sol, en perfección,
en expansión
Y marco el paso, un dulce abrazo, coreografías,
en tu regazo
Bailemos este vals, atravesemos... colores
_________________________________________________________

Complemento


_______________________________________________________________________


Río


6 comentários:

Lívio Soares de Medeiros disse...

Legal, Bruna. Eu não conhecia o trabalho deles. Valeu pela indicação.

Bruna disse...

Lívio,

muito bom saber que você achou legal o trabalho desta dupla colombiana.

P.S.: Para deixar uma autoavaliação: O "Brumas" só está precisando procurar dividir mais o espaço das indicações de música e sites com outras "atrações", pois me pareceu estar se reduzindo a isso.

Abraços.

Christiane Rocha disse...

Oi Bruna!
Pois é, nós negligenciamos tanto a cultura de nossos vizinhos latinos... Há uns 15 anos, a MTV apresentava um programa chamado "los Hermanos", com o intuito de divulgar bandas e artistas da America Latina-muito bacana!E conheci esta dupla musical de um "acústico" deste programa.
Nada contra músicas cantadas em inglês, mas gosto da "cosmopolidade", de poder ouvir outros idiomas, outras melodias. Cada língua possui sua própria poesia.
Legal pracas sua divulgação!
Abraço "estala-costelas",
Chris

Lívio disse...

Bruna, não se preocupe com essa diversificação do blogue. Isso vem naturalmente. E se não vier, nem por isso deixará de ser rico.

Bruna disse...

Chris,

bacana a iniciativa da MTV. Isso até deveria ser feito mais vezes.
Também gosto de ouvir músicas com outras melodias e línguas, cheias de resquícios de outras culturas. E é como você bem observou: "cada língua possui sua própria poesia".

Chris, e valeu mais uma vez pela presença.
Um abraço apertado para você também.

Bruna disse...

Lívio,

É fato mesmo que a diversificação não constitua a única forma de um blogue ser rico. É que a gente sempre fica com vontade de colocar coisas novas, de formas novas. Mas, como você disse: isso vem naturalmente, se vier.

Abraços, Lívio. E obrigada por esta observação.