domingo, 30 de junho de 2013

O que foi feito devera (De Vera)





Composição: Milton Nascimento
Performance: Milton Nascimento e Elis Regina

O que foi feito, amigo,
de tudo que a gente sonhou?
O que foi feito da vida?
O que foi feito do amor?
Quisera encontrar 

aquele verso menino,
que escrevi há tantos anos atrás.


Falo assim sem saudade,
falo assim por saber:
se muito vale o já feito,
mais vale o que será.
E o que foi feito é preciso
conhecer para melhor prosseguir.


Falo assim sem tristeza,
falo por acreditar:
que é cobrando o que fomos,
que nós iremos crescer.
Nós iremos crescer.
Outros outubros virão,
outras manhãs, plenas de sol e de luz.


Alertem todos alarmas,
que o homem que eu era voltou.
A tribo toda reunida,
ração dividida ao sol
de nossa vera cruz;
quando o descanso era luta pelo pão
e a ventura sem par.


Quando o cansaço era rio,
e rio qualquer dava pé,
e a cabeça rodava num gira-girar de amor.
E até mesmo a fé 

não era cega nem nada,
era só nuvem no céu e raiz.


Hoje essa vida só cabe
na palma da minha paixão.
Devera nunca se acabe,
abelha fazendo o seu mel
no canto que criei,
nem vá dormir como pedra e esquecer
o que foi feito de nós.


Fonte (com alterações):http://letras.mus.br/milton-nascimento/47439/

4 comentários:

Anônimo disse...

OI Bruninha!

Dá uma olhada neste vídeo daqui: http://www.youtube.com/watch?v=zp9OE4yW0mM&feature=player_embedded#at=96 retrata bem ultimamente o que tem acontecido por aqui...

Abração,

Chris

Bruna disse...

Chris,

muito obrigada por ter compartilhado o vídeo conosco. Achei-o ótimo: a história das manifestações sob a ótica da "elite".

E curioso você vir sugerir o vídeo relativo às manifestações nesta postagem (e não na que coloco alguns dos mais interessantes cartazes dos manifestantes). A música deste post, escolhi também para realmente dialogar com esse atual período pós-manifestações. Acho que você captou isso, né?! Se não tiver captado - por culpa minha que não comentei nada a respeito -, já valeu a oportunidade que me abriu de fazer o comentário.

Um abração.

Rafa disse...

O que foi feito de Bruna?

Abraço!

Bruna disse...

Oi, Rafa!

Eu sumi, me desculpa. Estou submersa no trabalho. Já já retorno ao Brumas.

Um abração para você.